• Shopping Cidade das Artes

Histórias de Sucesso | Luiza Helena Trajano

Nascida em 9 de outubro de 1951, na cidade de Franca, em São Paulo, Luiza Helena Trajano se tornou uma das mais poderosas mulheres do país. No comando de uma das maiores redes de lojas de varejo do Brasil, a Magazine Luiza, ela também é detentora de outras empresas ligadas ao seu grupo.


Quando era apenas uma loja do interior de São Paulo, a Magazine Luiza era assumida pela Luiza Trajano, que com muito empenho e trabalho duro levou o nome da loja de família para o patamar de grandes marcas como Casas Bahia, Ponto Frio e outras.


A HISTÓRIA DA MAGAZINE LUIZA


Em 1957 uma pequena loja foi comprada pelos tios da Luiza Trajano. Com o nome de “Cristaleira”, logo ela foi alterada para Magazine Luiza no qual ganhou notoriedade na cidade.


Anos depois a marca ganhou potencial e foi expandida para novas cidades como Barretos e Igarapava, enquanto a sede permanecia em Franca, cidade natal do negócio.


Com o tempo, a loja ganhou possibilidades e investimento o suficiente que abriu as portas para a inauguração da primeira grande loja da marca. Essa inauguração aconteceu em 1974 e possuía mais de 5.000m².


Com uma habilidade visionária, a empresa logo implementa um sistema de computação em suas lojas, que gerou, com o tempo, no primeiro Centro de Distribuição (CD) totalmente automatizado em 1986. E foi nessa época também que a marca começa sua expansão para outros estados.


LUIZA HELENA TRAJANO


Com crescimento e expansão desde seu início, a Magazine Luiza apenas disparou e deu seu grande salto em meados dos anos 90. Entre todos os aspectos decisivos para empresa, dois destacaram-se como fundamentais para esse crescimento. Um deles foi a criação da Holding LTD, fundada para administrar, gerir e criar planos e estratégias para a expansão da marca. O outro fator predominante foi a nomeação de Luiza Helena Trajano como a líder da empresa.


Formada em direito pela Faculdade de Direito de Franca, Luiza lidera o Grupo Mulheres do Brasil, que foi criado em 2012, por 50 mulheres atuantes em diversos segmentos da economia. Elas se uniram em prol de um objetivo comum: melhorar o país. Atualmente, são mais de quatro mil mulheres que se encontram todos os meses para discutir, debater e propor ações relacionadas à educação, empreendedorismo, projetos sociais e cotas para mulheres.


Os esforços de Luiza Trajano, iniciados logo que ela assumiu em 1991, começaram a dar frutos em 1998, quando a loja passou a constar na lista das melhores empresas para trabalhar, pesquisa realizada pela revista Exame em parceria pela Great Place to Work. Anos depois, a empresa alcançou o primeiro lugar.


Outra ação adotada pela Luiza em sua gestão é a política de bonificação, onde os colaboradores também participam dos lucros da empresa.


Sob sua liderança, em 2003, a Magazine Luiza iniciou um intenso processo de expansão, que começou com a compra das lojas Líder e a rede Wendel. Além disso, ela adquiriu recentemente outras empresas como a Netshoes (e-commerce de artigos esportivos), Zattini (e-commerce de roupas), LogBee (aplicativo de entregas), Época Cosméticos (perfumaria e cosméticos), Estante Virtual (loja online de livros usados), Jovem Nerd (portal de conteúdo geek) além de outras startups e redes locais de varejo. Essas aquisições e seu plano estratégico a tornam líder de uma empresa que se consolidou como uma das principais do segmento e com uma fortíssima presença virtual.


Luiza Helena Trajano, por toda sua contribuição e destaque como empreendedora, recebeu, ao longo dos anos, alguns prêmios, que destacamos aqui:


2000: Homenageada na promoção Os Bem-Sucedidos 2000, pela Bovespa. A primeira mulher e a única empresa do varejo de capital fechado a receber este prêmio.


2001: Prêmio Antônio Proost Rodovalho, concedido pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo. Foi a primeira mulher a receber a honraria.


Prêmio Antônio Proost Rodovalho, concedido pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo. Foi a primeira mulher a receber a honraria.


2002: Prêmio Empreendedor do Ano, concedido pela Ernst & Young na categoria comércio.


2003: Recebeu o título de Líder Empresarial Setorial, concedido no Fórum de Líderes da Gazeta Mercantil.


Premiada como a empresa mais admirada do setor de eletroeletrônicos segundo pesquisa da Revista Carta Capital.


2004: Recebeu do Conselho Regional de Administração (CRA) o prêmio de Administrador Emérito 2003.


Recebeu o prêmio As mulheres mais influentes do Brasil, criado pelo jornal Gazeta Mercantil e a revista Forbes Brasil.


Recebeu o prêmio de Empreendedora do Ano da Revista Isto É, pela Editora Três.


2016: Convidada para carregar a tocha olímpica.


2017: foi agraciada com a Grã-Cruz da Ordem do Ipiranga pelo Governo do Estado de São Paulo.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo